Mandado de busca e apreensão

Deputado Rocha Loures é afastado do cargo de deputado pelo STF

18 de maio de 2017 | Publicado por: cbncascavel

Ouça Agora

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira (18) um mandado de busca e apreensão na casa do deputado Rodrigo Rocha Loures, do PMDB-PR, no bairro Alto da Glória, em Curitiba. Cerca de 12 agentes chegaram ao local por voltas das 6h e deixaram o endereço cerca de duas horas depois levando uma série de documentos. Rocha Loures não estava em casa. Ele está em Nova York, onde participou de um evento nesta quarta-feira (18).  O paranaense estava no cargo há pouco mais de dois meses. Ele era suplente e só assumiu uma cadeira na Câmara no dia 08 de março, depois que Osmar Serraglio se tornou Ministro da Justiça.

O deputado paranaense  foi afastado do cargo pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República. Rocha Loures foi citado nas delações premiadas dos donos da JBS, Joesley e Wesley Batista. O deputado aparece como um indicado do presidente Michel Temer para resolver assuntos de interesse da empresa.

Além disso, segundo reportagem do jornal O Globo, Rocha Loures teria sido filmado recebendo uma mala da JBS com R$ 500 mil em vantagens indevidas. Foi com base nessas informações que a PGR pediu o afastamento do parlamentar. Em nota, ele disse que está retornando de Nova York e deve se manifestar assim que tiver conhecimentos das denúncias.

A proximidade de Rocha Loures com Michel Temer é antiga, pelo menos, desde 2011. O deputado trabalhou como chefe da Assessoria Parlamentar da Vice-Presidência. No ano passado, Temer promoveu Rocha Loures a Assessor Especial do Gabinete Pessoal da Presidência. O último salário dele no cargo, de março deste ano, segundo o Portal da Transparência, era de aproximadamente R$ 4 mil, com verbas indenizatórias de mais de R$ 6,9 mil.

Além disso, a campanha de Rocha Loures em 2014 recebeu doações de R$ 200 mil do comitê de Michel Temer. Rocha Loures estava no segundo mandato como deputado federal. O primeiro foi entre 2007 e 2011. Nas eleições de 2010, ele foi candidato a vice-governador de Osmar Dias. A chapa acabou derrotada. O deputado afastado é empresário, tem 50 anos e é filho de Rodrigo Costa Rocha Loures, fundador da empresa Nutrimental e presidente do Conselho Superior de Inovação e Competitividade. A rádio CBN ainda não conseguiu contato com a defesa do parlamentar.

Repórter Tabata Viapiana/CBN Curitiba

Mande seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

feito com
icone criação de sites